A dieta Low Carb funciona? Sim!

  • clique para ampliar
  • clique para ampliar
  • clique para ampliar
  • clique para ampliar

Sim! Confira abaixo os benefícios.
 

1. Perda rápida de peso

2. Redução da fome

3. Melhor controle sobre insulina e açúcar no sangue

4. Melhora o desempenho cognitivo

5. Reduz o risco de doenças cardíacas associadas a obesidade

6. Reduz o risco para determinados tipos de câncer.

7. A maior proporção da gordura perdida é a abdominal.

8. Redução intensa de triglicérides no sangue.

9. Aumento do HDL, o colesterol bom. E reduz o número de partículas do LDL, o ruim.

10. Equilíbrio da pressão arterial.

11. Muito eficaz contra a síndrome metabólica, a qual é associada ao risco de doenças cardíacas e de diabetes.

 

Como ela está funcionando para mim

Eu estava morando na Itália, antes de vir a Portugal, a gastronomia italiana é rica em carboidratos, como todos já sabem, por este motivo cheguei a pesar 73,5kg. Sendo que a minha altura é 1,63m. O que me gerou um enorme desconforto com o meu corpo, a ponto de afetar a minha autoestima. Mas o prejuízo foi maior que isso, além do fator estético, a saúde também ficou comprometida. Sofri com prisão de ventre, tinha dores de cabeça diariamente e por ele causar a diminuição de serotonina (o hormônio do bem-estar), o meu humor ficou alterado, tinha falta de concentração, irritabilidade, ansiedade, tudo porque ele tem uma ação toxica ao cérebro.

Sentia nesta fase uma necessidade absurda de me sentir bem, pois, o glúten estava realmente me deixando muito mal, fisicamente, mentalmente e emocionalmente. Eu poderia simplesmente adotar uma dieta Low Carb na Itália, mas seria necessário um esforço monstruoso de minha parte, eu já havia me viciado nos carboidratos italianos, como por exemplo, nas pizzas e pastas. Eles estão por todas as partes, em grande destaque, para serem consumidos.

Migrei para Portugal decidida a eliminar todo o meu sobrepeso corporal, o mais rápido possível. Nos primeiros 15 dias foram embora 2 kg, sem fazer esforços, simplesmente eliminei 80% de carboidratos na alimentação. Nos seis meses seguintes adotei a dieta Low Carb e eliminei mais 18 kg. Estamos no mês de junho de 2018, exatamente quando completei um ano aqui, eu atingi os 20,0 kg quilos de redução de gordura corporal, a minha meta! Cumpri o objetivo inicial, mas agora vou além dele, irei descer mais um pouco, para acabar com as pequenas gordurinhas localizadas que restaram. E vou continuar o trabalho em meu corpo, na parte muscular. 


O eletroestimulo muscular é o meu forte aliado neste trabalho corporal, sem ele eu estaria com o corpo completamente flacido. Quando eu conto as pessoas o quanto emagreci, geralmente logo a seguir me perguntam sobre uma possivel flacidez, entao eu mostro os meus musculos tonificados e se chocam. As minhas coxas estao com os musculos salientes, quando movimento os braços os biceps ficam evidentes, e agora comecei a estimular tambem os musculos faciais, ja observo os primeiros resultados. 

Viver em Portugal me ajudou muito neste processo, pois, eu sabia que a situação seria completamente diferente para mim, porque não existe o apelo pelo consumo de carboidratos, a gastronomia é mais leve, os destaques culinários são os pratos à base de peixes, saladas e também sopas. Nas terras lusitanas eu sabia que voltaria a consumir os alimentos que faziam parte de meus cardápios diários no Brasil.

Eu já havia adotado a dieta Low Carb na minha vida quando eu tinha vinte e poucos anos e pesava nesta época entre 51kg e 53kg. Sempre a considerei ideal para os seres humanos. Mas na questão de proteínas, possuo um cardápio diferente da maioria dos praticantes, pois prefiro apenas utilizar ovos e peixes. E para mim todas as frutas são muito bem-vindas. 

A dieta Low Carb restaurou o meu humor, o meu funcionamento intestinal também e raramente tenho alguma dor de cabeça, agora fico meses sem nem lembrar que ela existe. Me concentro melhor, porem acho que nesta parte os suplementos também estão ajudando, pois eu estava carente na Itália de vários nutrientes.


 


Analise corporal de julho/2017, após eliminar 2kg, nas primeiras duas semanas em Portugal

  

Analise corporal de 20 junho/2018
Peso: 53,3 kg

Redução de peso corporal em 1 ano: 20,0 kg
Volume de gorduda corporal: 19,1 %
Volume de massa muscular: 54,2%
Outros resultados obtidos: Aumento do condicionamento físico, da massa óssea e da liquida.
 

 

A minha rotina diária de exercícios

Até a metade do mês de abril eu fiz 1 hora de eletroestimulação muscular diariamente, a partir deste período faço no mínimo por 2 horas. E também pedalo todos os dias, entre 45 a 90 minutos, na minha bicicleta ergométrica, no nível 3, que é o mais puxado, ele exige força muscular. 

 

Como me alimento diariamente

Café da manhã e da tarde
- Leite vegetal de amêndoas, com café instantaneo ou cappuccino feito por mim, adoçado com Stevia pura.
- Ovos cozidos ou 1biscoito fit sem gluten

Frutas
- Todas da época.

Saladas 
Base: Verduras, legumes, frutas, castanhas, azeitonas, tomate seco, sementes, etc.

Verduras refogadas ou caldos
Base: Couve, escarola ou brócolis. Não uso óleos, só sal, muitas cebolas, alhos, além de ervas e tomates. 

Proteínas
- Ovos orgânicos, de galinhas criadas livres, sem nenhum tipo de óleo e com tempero de ervas.
- Peixes magros grelhados.


2 litros de água por dia

Suplementos nutricionais
- Ácido Fólico, Vitamina A, B12, C, D3, E, K12, Ômegas 3-6-9, Coenzima Q10, DHEA, Resveratrol, Complexo vitamínico com minerais e Betacaroteno.   


Obs. Coloquei algumas fotos de minhas saladas nos slides ao lado. 



Katia Friozi

 

 

 

 

 
foto

Os riscos dos transgênicos

Veja mais

 
 
  • Imagem